Sobre nós

Bogotá, Colômbia, março de 2019.

Há vários anos que venho trabalhando no que gosto. Sou bióloga, me foquei na conservação da biodiversidade e contribuí com o meu "grão de areia" para a proteção dos mamíferos selvagens no meu país, a Colômbia: um dos poucos considerados Megadiversos do planeta e mundialmente reconhecido pela sua floresta amazônica.


Me formei em pedagogia e fui educadora porque, parafraseando ao Mandela, acredito firmemente em que "a educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo".


Também, no meu desejo profundo de deixar um legado familiar, decidi capacitar-me em marketing para mostrar o nosso projeto da forma mais autêntica possível: tínhamos já tempo que estávamos a fazer joalharia artesanal, totalmente à mão. O uso de prata e ouro reciclados, além de esmeraldas e safiras colombianas de origem ética e lapidadas diretamente no nosso atelier, nos permitia elaborar joias sustentáveis.


Senti que estava pronta para dar o próximo passo e criei The Sapphire.


Por muitas semanas foi uma tela em branco. Tinha apenas o nome e a vontade irreprimível de reunir, ali dentro, tudo o que apaixonava-me: a conservação da biodiversidade, a educação e a joalharia sustentável com pedras preciosas de origem ética.

Caldas da Rainha, Portugal, setembro de 2019.

Vim viver para um local repleto de arte e artesanato, reconhecida como Cidade Criativa pela UNESCO em 2019. É acompanhada por florestas e, a poucos minutos, a Lagoa de Óbidos e o Oceano Atlântico com a Costa de Prata portuguesa.


Assisti a palestras sobre sustentabilidade e atividades sobre poluição marítima. Trabalhei em design e fotografia para empresas de comércio de pedras preciosas, e para o Real Estate de Espanha e Portugal, o que despertou o meu interesse pela arquitetura e o design sustentáveis. Me capacitei em Transformação Digital no MIT.


Era o momento perfeito para dar início à The Sapphire. Escrevi alguns artigos sobre marketing e os mercados Premium e de Luxo. No entanto, algo faltava ainda. 

Portugal, 2020: O ano da pandemia e do isolamento social.

Começa a The Sapphire, no meio do confinamento.

Ficar em casa me leva a meditar sobre o nosso comportamento e hábitos de consumo, a pegada ambiental que deixamos e a responsabilidade que temos com as nossas gerações presentes e futuras.

Vejo que em alguns países as vozes se levantam e muitas indústrias buscam uma forma de contribuir, aventurando-se na sustentabilidade. Os mercados Premium e de Luxo juntam-se cada vez mais a isto, incluindo à indústria das pedras preciosas na qual tenho trabalhado.


Encontrei aquilo que procurava.


E como um ato de respeito pelo nosso meio ambiente, pelas nossas comunidades e pela nossa economia, começo The Sapphire: A Primeira Revista Digital sobre Luxo Sustentável de Portugal.


Inspira-se nas histórias de marcas de design, estilo de vida e moda sustentáveis, portuguesas e internacionais.


A nossa missão está focada em informar, educar e divulgar. Desde as nossas ações e publicações, queremos contribuir com os objetivos de Desenvolvimento Sustentável.


Se conheceres alguma marca Premium ou de Luxo com produtos ou serviços sustentáveis, entra em contacto connosco. Muitos agradecerão tê-la conhecido.


Caldas da Rainha, dezembro de 2020.

 

The Sapphire.